17 de fevereiro de 2012

Modelos políticos de ontem, para políticos de hoje.


Por sessenta euros está aqui um belo presente para oferecer ao Almanaque Republicano. Depois dos Lusíadas a melhor epopeia lusitana.

Já corre na cidade a infausta nova
Que o nosso Redemptor está moribundo...
Tem a fronte p’ra o céu e os pés p’ra a cóva;
Diz com pallidas mãos o adeus ao mundo...
Mas eis que uma esperança se renova:
– “Está salvo!” – diz o povo e, em tom jocundo
Pergunta: – “Qual é coisa, qual é ella,
Que entra p’la porta e fóge p’la janella?”
– [...]»

Octavio de Medeiros, Affonseida

Sem comentários:

Enviar um comentário

A Democracia exige Responsabilidade individual. Nicks, anónimos ou mensagens insultuosas demonstram faltam de auto-estima, comportamentos associais e incapacidade de lidar com a opinião alheia e, como tal, não serão publicados.