28 de dezembro de 2011

Os magros.

“Sou pelos magros, nem posso ser por outros; leva-me para eles um sentimento de simpatia, gosto deles, embora digam que tenho a vaidade de gostar de mim mesmo. Grandes merçês me fez Deus em me não dar repolhudo e atoicinhado; sinto-me cómodo e portátil como um saco de viagem. Não incomodo ninguém. Este é o grande princípio moral: Não faças a outros o que não quererias que te fizessem.”
Alberto Pimentel em O Anel Misterioso

Sem comentários:

Enviar um comentário

A Democracia exige Responsabilidade individual. Nicks, anónimos ou mensagens insultuosas demonstram faltam de auto-estima, comportamentos associais e incapacidade de lidar com a opinião alheia e, como tal, não serão publicados.