14 de novembro de 2010

Requiem pelo país.

E pronto, ficamos a saber que a Linha do Tua não tem relevância dos pontos de vista arqueológico, arquitectónico, artístico, etnográfico, científico e técnico e industrial. E que pode ser submergida em nome dos interesses da EDP. Ficámos também a saber que, neste país, a maior parte dos políticos, dos funcionários públicos e dos cidadãos em geral se deixa corromper facilmente, se marimba para o seu património e é capaz de vender a mãe em troca de um cheque ou um bom emprego. Que não há um pingo de vergonha, nem um homem justo capaz de dizer não aos lobies e ao clima de impunidade que transformou este país, este regime, esta república virtuosa com 100 anos, num covil de ladrões e mercenários.  

1 comentário:

  1. Afunda-se com a Linha do Tua ... o país! ...porque se afunda em interesse "nacional" que não coincide com o real interesse do país... aos habitantes da zona acenaram-lhes não sei com que promessas e ilusões e já estão por tudo... e se esses doutos arqueólogos e tal o dizem... será certo... eles terão ao menos ido lá???
    Abraço.

    ResponderEliminar

A Democracia exige Responsabilidade individual. Nicks, anónimos ou mensagens insultuosas demonstram faltam de auto-estima, comportamentos associais e incapacidade de lidar com a opinião alheia e, como tal, não serão publicados.