4 de setembro de 2010

Um Auto-de-fé por dia...



À porta do tribunal, um popular comentava o Processo Casa Pia: Isto é uma festa! É uma festa de vergonha, mas é uma festa (SIC).

No séculos XVII e XVIII os autos-de-fé também eram uma festa. Não era só a nobreza e o clero que se juntava para assistir às execuções. A populaça também. E apreciava-as como qualquer momento de sociabilidade ou de expansiva manifestação.

Convém lembrar estas coisas da próxima vez que se falar em povo oprimido.

Sem comentários:

Enviar um comentário

A Democracia exige Responsabilidade individual. Nicks, anónimos ou mensagens insultuosas demonstram faltam de auto-estima, comportamentos associais e incapacidade de lidar com a opinião alheia e, como tal, não serão publicados.