25 de setembro de 2010

A Igreja Católica e os Regimes.



CABRAL, António – As minhas memórias políticas: Em plena República. Lisboa: edição do autor, 1932, pp, 476, 479 (década de 1920).

A propósito disto e disto, convém esclarecer que a política da Igreja em relação à política, sempre foi de habilidade quando toca a conciliação. Infelizmente sempre e unicamente a seu interesse. Hoje, os Historiadores da Igreja vêm dizer que 1910 foi um ponto de viragem, uma libertação. Muito bem. E o 25 de Abril foi, então, o quê?
Apetece recordar o poema do Ruy Belo: "nesta vida é que nós acreditamos"...

Sem comentários:

Enviar um comentário

A Democracia exige Responsabilidade individual. Nicks, anónimos ou mensagens insultuosas demonstram faltam de auto-estima, comportamentos associais e incapacidade de lidar com a opinião alheia e, como tal, não serão publicados.