23 de março de 2010

O triunfo da ignorância!

"Segundo julgo perceber, só cometida por padres é que a pedofilia é um crime horrível."

Tenho evitado pronunciar-me sobre a questão dos escândalos de pedofilia na Igreja Católica.
Não suporto generalizações, muito mais as que a Comunicação Social faz, seja para vender, seja para cumprir a sua agenda.
Está a passar-se a mensagem de que a Igreja é constituída por homens doentes e perversos e que, como tal, é preciso erradicá-la, cortar o mal pela raíz. Não é o ateísmo, nem o agnosticismo que ganham adeptos. É a ignorância.
Comparar casos que nem sequer foram a julgamento a uma «epidemia de mal», abalançando-se na qualidade de clérigos dos visados para moralizar a Moral, é a mesma coisa que extrapolar conclusões do Processo Casa Pia considerando a maioria dos políticos, artistas e outros envolvidos como pervertidos. Existem homens e mulheres bons e boas, maus e más em todas as religiões, em todas as crenças, em todos lados. Existem, com certeza, ladrões ateus, homicidas agnósticos.
A sociedade está cada vez mais secularizada e, no entanto, o ódio aumenta de dia para dia. Não é uma questão de deuses, é uma questão de homens. Podemos ser felizes com ou sem religiões. Com ou sem crenças. Mas primeiro temos que querer ser melhores. O ódio à Igreja Católica e a outras religiões, não é um meio disponível para um progresso, é só uma forma de violência.

2 comentários:

  1. Em súmula, creio que a despenalização que a própria Igreja tem sempre feito sobre o assunto, com medidas fleumáticas não erradicando de si o problema definitivamente, leva os seus fiéis à desconfiança e ao afastamento e consequentemente à dura crítica.

    Numa sociedade moderna em que a lei pune com pesadas sanções um predador sexual, será muito difícil olhar com benovolência uma instituição que não toma medidas semelhantes.

    Sotero, sofre a humilhação e a indignidade humana... será menos que os outros?

    ResponderEliminar
  2. Vem aí o Papa. É Centenário da maldita. Eles estão em acção. Do que estavas à espera, Nuno?

    ResponderEliminar

A Democracia exige Responsabilidade individual. Nicks, anónimos ou mensagens insultuosas demonstram faltam de auto-estima, comportamentos associais e incapacidade de lidar com a opinião alheia e, como tal, não serão publicados.