10 de janeiro de 2010

A renovação na continuidade.




António há-de morrer!
A Oliveira há-de secar!
O Sal há-de derreter!
E o azar há-de acabar!


O António já morreu!
A Oliveira já secou!
O Sal já se derreteu!
O azar não acabou!

(popular)

3 comentários:

  1. ATÉ QUANDO?...

    Senhor! o meu país está doente,
    não sei de quê, mas é moléstia séria,
    cancro talvez ou coisa mais pungente,
    lepra moral, um nojo, uma miséria!

    Por tua Mãe, a quem se consagrou,
    acode-lhe, Senhor! enquanto podes:
    já tanto se aviltou e degradou
    que pode sucumbir se não lhe acodes!

    A causa deste estado é porventura
    este arremedo de democracia
    carente de moral e de cultura!

    Se o meu país não volta a ter decência
    e a ser de novo uma nação sadia,
    talvez se nos acabe a paciência!...

    JOÃO DE CASTRO NUNES

    ResponderEliminar
  2. O BODE EXPIATÓRIO

    Nasceu connosco o azar,
    não por obra de ninguém:
    o azar é só de quem
    não se sabe governar.

    Pese aos méritos que temos
    muito acima da medida,
    deitarmos contas à vida
    coisa foi que não soubemos.

    Alguém terá de pagar
    pelos erros cometidos,
    quase sempre atribuídos
    a Oliveira Salazar.

    Aprendamos com os erros
    dos nossos antepassados
    e deixemo-nos de berros
    contra supostos culpados!

    Importaria saber
    o que se fez ao dinheiro
    recebido do estrangeiro
    após o Homem morrer!

    Maldito seja o azar
    que continua a reinar
    já depois de Salazar
    a Deus as contas prestar!

    JCN

    ResponderEliminar
  3. NINGUÉM SE EVADE!

    Ao que chegou o meus país, Senhor!
    em que abismo caímos tão profundo,
    nós que já dominámos meio mundo
    desfeiteando o próprio Adamastor!

    Ao que chegou a pátria de Camões,
    não nos dando ao respeito hoje e agora
    nem dentro de fronteiras nem lá fora,
    onde somos o gáudio das nações!

    E dizia o Poeta da Mensagem
    que já vinha a caminho o Quinto Império,
    que não passou, por certo, de miragem!...

    Quando o país um dia for julgado
    por vós, meu Deus! num tribunal a sério,
    não deixará ninguém de ser culpado!

    JOÃO DE CASTRO NUNES

    ResponderEliminar

A Democracia exige Responsabilidade individual. Nicks, anónimos ou mensagens insultuosas demonstram faltam de auto-estima, comportamentos associais e incapacidade de lidar com a opinião alheia e, como tal, não serão publicados.