10 de dezembro de 2009

Lamentações sobre o Património...

Antes (até 2006)



Aposto que pensavam que ia falar do último Câmara Clara, sobre o Património Religioso e o Restauro em Portugal. Não vou. Não foi totalmente mau, nem foi consideravelmente bom. Aliás teve coisas muito más para serem verdade. Ainda há muito para dizer sobre o património religioso em Portugal, mas há assuntos comezinhos que é preferível ignorar. Prefiro lembrar um caso de restauro de que muito me orgulho. Não que o tenha efectuado, mas porque movi todos os esforços para que fosse levado a cabo. O resultado está à vista. É a jóia da coroa da 2ª fase de inventário do património religioso da Diocese de Lamego (Lamego-Tarouca).


Lamentação sobre o Corpo de Cristo
Primeira metade do século XVI
Atrib. a Cristóvão de Utrecht (seg. Vitor Serrão)
Prov. do Tesouro da Sé de Lamego


(hoje)

O restauro foi executado no Centro de Conservação e Restauro da Escola das Artes e constituiu um enorme desafio, que foi superado com mestria. E a Diocese de Lamego recuperou uma das suas jóias. Pessoalmente é, a seguir à coordenação do inventário, aquilo de que mais me orgulho como meu legado ao Douro, a Lamego e a Portugal. Aos poucos vamos restaurando Portugal.

2 comentários:

  1. Belo trabalho, Caro Amigo, há quem não concorde com esses critérios, para mim é assim que se trabalha. Um grande abraço. Manuel

    ResponderEliminar
  2. Obrigado, caríssimo Amigo. Refere-se aos critérios de conservação e restauro? Foram avaliados vários cenários, todos plausíveis, dentro da ética aplicada à C&R. Mas, confrontado com o que existia, a única coisa possível era não deixar desaparecer o que ainda existia.
    Um abraço

    ResponderEliminar

A Democracia exige Responsabilidade individual. Nicks, anónimos ou mensagens insultuosas demonstram faltam de auto-estima, comportamentos associais e incapacidade de lidar com a opinião alheia e, como tal, não serão publicados.