24 de outubro de 2009

#Sugestões (2)

I. Adeus à Era dos Jornais? Um velho tema, reciclado no The New Republic.
II. O regresso à Linha do Tua: o fim estará mesmo próximo?
III.O anúncio do nascimento do senhor D. Duarte Pio João de Bragança, herdeiro da Coroa de Portugal (1945).
IV. A tripla estrela de Saturno num quadro de Rubens.
V. Câmaras Municipais Portuguesas obrigadas a ter um plano contra a corrupção? Contra qual corrupção? [Ainda há dias um funcionário público me dizia que existem vários níveis de corrupção dentro das Câmaras Municipais, a «cunha» do Presidente da Câmara anula a «cunha» do Vereador que, por sua vez, anula a cunha do técnico administrativo, etc, etc. Faz lembrar aquela arenga revisteira: tudo rouba minha gente. É difícil acabar com isto...digo eu.]
VI. O debate Padre Carreira das Neves versus Saramago. Não foi uma luta épica, antes confrangedora, entre dois velhinhos em cavaqueira amena. Saramago sai a ganhar. A Igreja Portuguesa é muito branda e relaxada. E tem um problema que é o seu pecado capital maior: quer estar de bem com Deus e com o diabo. Quando perceber que isso não é possível será, talvez, tarde de mais. [Post scriptum: o Caderno Anti-Saramago tem, como é seu apanágio, uma magistral resposta à polémica. Uma resposta à altura, aliás, daquelas que o Prof. Carreira das Neves não conseguiu aplicar].

5 comentários:

  1. Bom Amigo. Muito pertinentes os seus comentários. Já não passava aqui há dias. O que escreve faz-me sempre pensar. Quanto à Igreja portuguesa, o que me preocupa é a possibilidade de haver quem se comporte como Saramago «cá dentro». Ao menos, Saramago sente-se «lá fora».
    Não há dúvida de que, nunca abdicando da imperiosa lei da caridade, a Igreja não hesite em ser ela mesma. Faz falta clareza, convicção.
    Parabéns. Abraço de admiração.
    João António, padre

    ResponderEliminar
  2. Caro Padre João António, obrigado pela visita e pelo comentário. É como diz, falta clareza e convicção. É de cada um e da medida certa destes dois atributos que se faz a Fé que vai perdendo para atitudes bem falantes e oxímoros atraentes.
    Enfim, partilho consigo da mesma preocupação sobre o que «dentro» se passa.
    Um abraço,

    ResponderEliminar
  3. Gostei de rever e aprender mais sobre o quadro Saturno devorando os seus filhos (ainda estou na "onda" da pintura pois acabei ontem de ler um livro sobre El Greco), de facto é imperativo uma revisitação do Museu do Prado! Mas desta vez gostava de ter um guia a falar português....conheces alguém com disponibilidade??;-))

    ResponderEliminar
  4. Olá. Estou muito agradado de ler este Obliviário. Não é a primeira vez, aliás, que faço uma visitinha a este espaço. Aproveito agora para agradecer os elogios que me foram dirigidos, contudo tenho para dizer que não fiz nem estou a fazer nada de especial, apenas a dar o meu modesto contributo na defesa do que me parece ser uma postura mais salutar e inteligente. Parabéns pelo blogue, e defendam sempre a existência de Deus. Abraço.

    ResponderEliminar

A Democracia exige Responsabilidade individual. Nicks, anónimos ou mensagens insultuosas demonstram faltam de auto-estima, comportamentos associais e incapacidade de lidar com a opinião alheia e, como tal, não serão publicados.