1 de agosto de 2009

Fim de linha para Portugal.

Não sei se os jornalistas da sic leram as minhas crónicas de 15-6-2009 e 25-3-2009, mas a peça transmitida vem reiterar e repetir muito do que aqui escrevi. É mais uma história da vergonha portuguesa, de um país que quer investir em barragens, eólicas, TGV's e mais autoestradas (para agradar a conselhos de administração e cartéis) e encerra 500 quilómetros de linha férrea. Mesmo apesar do Protocolo de Quioto pedir a redução de CO2 e o uso de transportes públicos não poluentes! A estupidez colectiva é mais gritante quando comparamos Portugal e Espanha, onde a via férrea serve efectivamente a maioria da população. Desculpem-me o desabafo, mas é o que sinto: este é país governado por gente imbecil e por cidadãos nulos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

A Democracia exige Responsabilidade individual. Nicks, anónimos ou mensagens insultuosas demonstram faltam de auto-estima, comportamentos associais e incapacidade de lidar com a opinião alheia e, como tal, não serão publicados.