27 de janeiro de 2009

Obviamente, concordo.

Cada vez será menor a «elite» que os possui [valores], perante o desvairo do nosso tempo em que a sede dos prazeres materiais e a dissolução dos costumes, apoiadas por uma organização industrial ad hoc, corromperam a riqueza e as suas fontes, o trabalho e as suas aplicações, a família e o seu valor social. Há no Mundo uma grande crise do idealismo, do espiritualismo de virtudes cívicas e morais, e não parece que sem eles possamos vencer as dificuldades do nosso tempo. Sem rectificarmos a série de valores com que lidamos - valores económicos e morais - , sem outro conceito diverso da civilização e do progresso humano, sem ao espírito ser dada primazia sobre a matéria e à moral sobre os instintos, a humanidade não curará os seus males e nem sequer tirará lucro do seu sofrimento.

5 comentários:

  1. Ó meu caro!!!!

    Olha que ele o "Sr. Dr." rectificou muito bem, com censura, opressão, presos políticos, perseguições (nunca te contei que o meu avó morreu passados poucos meses de ter sido interrogado pela PIDE, pois agora aqui tens), lavagens ao cérebro, mocidade portuguesa, racismo nas colónias e por aí fora. Foi uma tal de rectificação do espírito e dos valores que ainda hoje não sabemos ao certo quantas mulheres deixou com filhos nos braços e quantos deles injeitou, tudo sob o signo da cruz e da obediência à Santa Madre Igreja. And so on...
    Se este país é a choldra que é muito se deve à hipocrisia, ao beatismo e ao falso moralismo desse velho despota e mal resolvido.

    Santa paciência! Estás a precisar de tirar férias pá!

    ResponderEliminar
  2. Meu caro Viajante,
    Já sabes que neste blogue as coisas se dizem e se chamam pelos nomes, sem subterfúgios ou paninhos quentes. Nunca me ouviste, nem nunca me ouvirás defender o senhor em causa no seu plano global para salvar o país. Mas não posso deixar de concordar com as palavras que li e o dito escreveu. Como aprecio passagens do Manifesto Comunista, sem que isso queira significar a minha filiação naquela corrente. Portanto, lições de democracia são sempre bem vindas, mas eu tenho já aulas que cheguem que me permitem ter as noções base para distinguir entre os bons e os maus. Eu entendo a tua irritação, meu caro amigo, mas convenhamos que era dispensável o tratamento "pá". É daquelas coisas que me encanita veramente e que, ainda por cima, nos dias de hoje, remete para o execrável nacional-porreirismo do nosso Sócrátes. Férias? Seriam bem vindas ;) um abraço

    ResponderEliminar
  3. "Encanita-te" com coisas que valham a pena ;-)
    Outro abraço

    ResponderEliminar
  4. olha o picanço..:-)))) saudável.. espero!

    ResponderEliminar

A Democracia exige Responsabilidade individual. Nicks, anónimos ou mensagens insultuosas demonstram faltam de auto-estima, comportamentos associais e incapacidade de lidar com a opinião alheia e, como tal, não serão publicados.