11 de junho de 2008

Mensagem de Eça a alguns clérigos incautos, devotos néscios e ateus ignorantes.

A arte é tudo porque só ela tem a duração - e tudo o resto é nada! As sociedades, os impérios são varridos da terra, com os seus costumes, as suas glórias, as suas riquezas: e se não passam da memória fugitiva dos homens, se ainda para eles se voltam piedosamente as curiosidades, é porque deles ficou algum vestígio de Arte, a coluna tombada dum palácio, ou quatro versos num pergaminho. As Religiões só sobrevivem pela arte, só ela torna os deuses verdadeiramente imortais - dando-lhes forma. A divindade só fica absolutamente divina - quando um cinzel de génio a fixa em mármore; inspira então o grande culto intelectual, que é o único desinteressado e o único consciente; já nada tem a sofrer do livre exame: entra na serena região dos Incontestáveis e só então deixa de ter ateus. O mais austero católico é ainda pagão, como se era em Cítera, diante da Vénus de Milo. E a Nossa Senhora do Céu só tem adorações unânimes e louvores sem contestação, quando é o pincel de Murillo que a ergue sobre o Orbe, loura e toucada de estrelas.
Eça de Queirós, em Notas contemporâneas.

2 comentários:

  1. Interessante esse louvor de Eça em prol da arte, que assenta sempre na mais básica capacidade de sentir, que está sempre muito para além da posterior aquisição da linguagem e das capacidades lógico-verbais que se vão adquirindo pela socialização.

    Mas existe outra arte ainda mais subtil, quiçá, que não se alicerça em grandes realizações imortalizadas na pedra ou na tela ou no bronze e que tantas vezes foi apenas objecto de transmissão oral um a um, de mestre para discípulo.

    A arte de amar o saber, a arte de se interrogar e conhecer. Em tudo aquilo que existe, em todas as coisas que a humanidade laboriosamente edificou ao longo de milénios, manifesta-se um único e majestoso mor propósito:

    O autoconhecimento... a alma e o vero alento!

    Conhece-te a ti próprio e conhecerás o universo e os deuses!

    Nisto se condensa a Arte...

    Rui leprechaun

    (...de Ser Humano em toda a parte! :))

    ResponderEliminar
  2. Tem toda a razão. O nosso património faz o Património. Para preservarmos um e outro, temos que ir ao encontro de nós...é sempre aí, nesse resíduo, espelho ou caixa, se quisermos, que está a Razão e o Ser.
    Infelizmente, e por isso, tanto decai hoje em dia, a maior parte de nós não sabe encontrar-se...
    Cumprimentos e obrigado pela visita.

    ResponderEliminar

A Democracia exige Responsabilidade individual. Nicks, anónimos ou mensagens insultuosas demonstram faltam de auto-estima, comportamentos associais e incapacidade de lidar com a opinião alheia e, como tal, não serão publicados.