10 de junho de 2008

Language for dummies.

Há muito que o inglês destronou as línguas universais - clássicas e modernamente criadas - para tornar-se, ele próprio, governante do mundo falante e escrito, qual senhor absoluto de todos os anéis. As mitologias gregas e romanas liquefizeram-se em imagens cinematográficas passadas, já não no Olimpo, mas em Hollywood. Não me espanta, pois, que o latim esteja a morrer. Moribundo ficou logo quando quem o podia ressuscitar o apunhalou durante as sessões do Vaticano II e hoje, a «pérfida Albion», ri-se às bandeiras despregadas uma vez que se sabe que há quem melhor fale esta língua de bárbaros do que a sua própria. § Eu, que não gosto particularmente da cultura britânica nem das suas filhas e enteadas, gostava de ressuscitar a obra intitulada «Vinho do Porto», onde o autor, Camilo Castelo Branco, pôs a nú as indecências dos nossos velhos aliados - os mesmos que, emborcando tanto quanto podiam o nosso vinho fino duriense iam de fininho a Inglaterra cuspir no copo onde bebiam, chamando-nos mimosos nomes de javardos para baixo. «A morte desastrosa do barão de Forrester, em 12 de Maio de 1861, é uma das mais notáveis vinganças que o rio Douro tem exercido sobre os detractores dos seus vinhos», anotou o notável escritor. Anotou e bem que do rio tenha partido semelhante atitude, que não tivesse (compreensivelmente) partido dos seus humanos vizinhos, habituados ao servilismo e aos desmandos estrangeiros. Ainda agora os descendentes desses anglófilos e estrangeirófilos se puseram a jeito para que o Brasil nos substitua o recto pelo reto.

1 comentário:

  1. Mas em Inglaterra estuda-se latim. Pode estudar-se latim desde a primária. Sempre se estudou latim em Inglaterra. Eles devem ser, provavelmente, dos maiores especialistas em línguas clássicas...

    ResponderEliminar

A Democracia exige Responsabilidade individual. Nicks, anónimos ou mensagens insultuosas demonstram faltam de auto-estima, comportamentos associais e incapacidade de lidar com a opinião alheia e, como tal, não serão publicados.