14 de maio de 2008

Reclame!

Não se trata de apelar ao insulto, nem ao conflito, mas há alturas em que devemos reclamar. Fazer ouvir a nossa voz ou colocar por escrito a nossa indignação. Umas vezes para nosso bem, outras para bem de todos. Como cristão e católico, tenho presente que a mensagem de Cristo é de Paz e Amizade, mas até Ele se indignou e, num acto de inusitada violência, expulsou os vendilhões do Templo. Deixou claro que a Deus o que é Deus e a César o que é de César. É uma imagem simbólica do que refere o Eclesiastes, ou seja «que há tempo para tudo», até para discordar. § Infelizmente a sociedade portuguesa está ainda demasiado habituada aos modos da velha Senhora. Tem medo de falar, de ousar discordar. Ou porque precisa de favores do político A, ou porque receia represálias do vizinho, ou ainda porque aceita a conivência, o conluio, a cunha ou o favor político como um acto natural. É preciso acabar com esta rede clientelar que se espalha como um cancro pelo país fora. O Livro Amarelo da internet é um espaço onde pode discordar, concordar ou apenas justificar queixas que todos nós experimentamos no dia-a-dia. Sugiro que o visite e, se necessitar, expresse-se. De que adianta ficar calado(a)?

Sem comentários:

Enviar um comentário

A Democracia exige Responsabilidade individual. Nicks, anónimos ou mensagens insultuosas demonstram faltam de auto-estima, comportamentos associais e incapacidade de lidar com a opinião alheia e, como tal, não serão publicados.